Siga nossas redes

Mundo

Israel faz ataques aéreos contra o Porto de Latakia na Síria

Published

on

Segundo a Agência de Notícias AFP, um ataque aéreo israelense atingiu o porto de Latakia na Síria na terça-feira (28/12/2021), o segundo ataque do tipo contra uma instalação importante neste mês, de acordo com a mídia estatal Síria.

Desde a eclosão da guerra civil na Síria em 2011, Israel tem realizado ataques aéreos rotineiramente contra seu vizinho dilacerado pelo conflito, principalmente visando as tropas do governo sírio, bem como as forças aliadas apoiadas pelo Irã e combatentes do Hezbollah.

“Por volta das 03:21 da manhã, o inimigo israelense realizou uma agressão aérea com vários mísseis da direção do Mediterrâneo … visando o pátio de contêineres no porto de Latakia”, disse a agência de notícias estatal síria SANA citando uma fonte militar.

A greve causou “danos materiais significativos” e levou a incêndios, acrescentou.

Questionado sobre o ataque, um porta-voz do exército israelense disse: “Não comentamos sobre notícias na mídia estrangeira”.

Em 7 de dezembro, Israel realizou ataques a um carregamento de armas iraniano em Latakia, localizado no coração do oeste da Síria do presidente Bashar al-Assad, sem causar nenhuma vítima.

Esse ataque anterior, que foi o primeiro às instalações desde o início da guerra, desencadeou uma série de explosões, de acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, um monitor do Reino Unido com uma ampla rede de fontes na Síria.

Em novembro, três soldados e dois combatentes sírios afiliados ao grupo xiita libanês Hezbollah foram mortos em ataques israelenses, de acordo com o grupo de monitoramento.

Embora o estado judeu raramente comente sobre ataques individuais que realiza contra seu vizinho do norte – com o qual está oficialmente em guerra -, já confirmou centenas desde 2011.

De acordo com um relatório do exército israelense, atingiu cerca de 50 alvos na Síria em 2020.

Na operação mais mortal desde o início dos ataques, Israel matou 57 membros da força do regime e combatentes aliados no leste da Síria durante a noite em 13 de janeiro de 2021.

Os militares israelenses têm defendido repetidamente as operações como uma tentativa de impedir que seu arqui-inimigo Irã ganhe uma posição firme em sua porta.

O chefe da inteligência militar de Israel, o general Aharon Haliva, acusou o Irã de “continuar a promover a subversão e o terror” no Oriente Médio.

Em uma guerra sombria, Israel tem como alvo instalações militares do Irã na Síria e também realizou uma campanha de sabotagem no Irã contra seu programa nuclear.

Teerã tem sido um dos principais apoiadores do governo sírio no conflito que já dura uma década.

Financia, arma e comanda vários grupos de milícias sírias e estrangeiras que lutam ao lado das forças armadas regulares, principalmente o poderoso grupo libanês Hezbollah.

O conflito na Síria matou quase 500.000 pessoas desde que começou em 2011 com a repressão brutal de manifestações pacíficas.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas