Siga nossas redes

Esportes

Atlético Mineiro vence jogo de volta contra o Atlético/PR e é bicampeão da Copa do Brasil

Published

on

O Atlético-MG é bicampeão da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (15/12/2021), o Galo voltou a vencer o Athletico-PR, desta vez por 2 a 1, na Arena da Baixada, e confirmou o título. No duelo de ida, o Atlético-MG havia goleado por 4 a 0 no Mineirão.

Os gols do Galo foram marcados por Keno e Hulk, destaques deste time que termina a temporada com a Tríplice Coroa: Copa do Brasil, Brasileirão e Campeonato Mineirão. Pelo Athletico-PR, Janderson diminuiu aos 41 do segundo tempo.

O jogo

Com a Arena da Baixada lotada e um clima tenso de final, o duelo começou muito mais truncado do que jogado. Quase todas as disputas geravam reclamações com o árbitro e discussões entre os atletas. A partida teve a primeira finalização só aos 17 minutos.

O Athletico-PR sabia que tinha uma missão praticamente impossível pela frente, ainda mais por não ter seu principal jogador, Nikão, que torceu o tornozelo no confronto de ida, e o líder Thiago Heleno, suspenso. Mas, aos 19 minutos, a esperança ficou maior: Léo Cittadini cruzou e a bola sobrou para Pedro Rocha mandar para o fundo da rede. No entanto, o árbitro de vídeo apontou o toque de mão do atacante e o gol foi anulado.

O “milagre” que o Athletico-PR precisava ficou mais difícil aos 24, quando o Atlético-MG abriu o placar. Em contra-ataque rápido, Vargas abriu para Zaracho, que cruzou rasteiro para o camisa 11 marcar.

O Athletico-PR sentiu o gol. O Atlético-MG ainda teve boa chance para ampliar com Hulk, que mandou de cavadinha aos 29. Os minutos finais foram iguais aos iniciais: mais discussão do que futebol.

No segundo tempo, o Athletico-PR começou pressionando. Fernando Canesin, que entrou no lugar de Léo Cittadini, levou perigo em duas finalizações de fora da área. Aos dez minutos, Vinicius Mingotti balançou a rede, mas teve o gol anulado pelo auxiliar por impedimento.

O jogo, então, passou a ficar morno. A torcida do Atlético-MG presente na Arena da Baixada começou a ensaiar o grito de “é campeão”. E cantou alto aos 30 minutos, quando Hulk recebeu de Savarino e encobriu o goleiro Santos para ampliar o placar.

Enquanto a torcida do Galo já comemorava o título, a torcida do Furacão fez uma grande festa para exaltar a equipe. Afinal, o Athletico-PR foi campeão da Copa Sul-Americana. E aos 41, Janderson fez o gol de honra.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: Supercopa do Brasil: Atlético Mineiro encara o Flamengo | Sessão de Notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas