Monark é impedido de criar novos canais pelo Youtube por comentário pró-nazismo

O ex-apresentador do Flow Podcast, Bruno Aiub, mais conhecido como Monark, utilizou as redes sociais na manhã desta sexta-feira (18) para fazer um apelo à população. Segundo o influenciador, ele vem “sofrendo perseguição política” do Youtube após ser impedido de criar novos canais na plataforma.

“Estou sofrendo perseguição política do Youtube. Eles me proibiram de criar um novo canal para poder continuar minha vida, pessoas poderosas querem me destruir. Liberdade de expressão morreu”, escreveu em uma publicação no Twitter.

O Youtube barrou o influenciador após o mesmo defender, durante um programa realizado no último dia 7 de fevereiro, a existência de um partido nazista no Brasil. Na oportunidade, Monark disse: “acho que tinha que ter partido nazista reconhecido pela lei”, em conversa com os deputados federais Tabata Amaral (PSB-SP) e Kim Kataguiri (Podemos-SP).

“Gente, é o seguinte. recebi um e-mail hoje do youtube dizendo que não posso mais, fui suspenso, eu não posso mais criar ou monetizar canais no Youtube por causa dos meus comentários, que foram infeliz sim, mas de maneira alguma foram mau intencionados e de maneira alguma defenderam qualquer ideologia extremista que você possa pensar. Eu sofri as consequências. Eu perdi o Flow, eu saí da empresa, saí do meu programa. Eu pedi desculpas várias vezes, mas não acaba as retaliações. […] Eu preciso da ajuda de vocês. Isso não é justo. Errar eu errei, mas as consequências estão muito fora de proporção. Estão literalmente tentando acabar e aniquilar com a minha vida. É isso que vocês acham justo?”, desabafou o influenciador em outra postagem.

Assista ao vídeo: 

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Posts