Ministro do STF, Gilmar Mendes zera processo por corrupção de pai de Dr. Jairinho

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, zerou o processo que investiga o pai de Dr. Jairinho, suspeito de assassinar o seu enteado Henry Borel, por corrupão.

A acusação que envolve o Coronel Jairo é a de que ele integrou uma quadrilha com o ex-governador Sérgio Cabral (MDB), na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e teria recebido R$2,8 milhões em propina. Em 2018, o ex-deputado foi preso durante a Operação Furna da Onça.

O processo tramitava há mais de dois anos e agora, após decisão de Gilmar, passará por um novo julgamento e terá um novo juiz.

Em entrevista ao G1, o procurador Carlos Aguiar disse que a decisão do ministro do STF, que retirou o caso de Marcelo Bretas, é um “convite para a impunidade”, independentemente de quem venha a assumir o caso:

“A questão envolvendo a corrupção, tudo aquilo que submeteu o estado do Rio a um flagelo, a práticas não republicanas, fica em segundo plano, submetido à burocracia processual que serve a – nada mais – promover a impunidade”.

*Informações site Gazeta Brasil

Comments (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: