Siga nossas redes

Política

Alexandre de Moraes prorroga por mais 60 dias o inquérito contra Daniel Silveira

Published

on

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou por mais 60 dias o inquérito contra o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) que investiga se o parlamentar cometeu crime de desobediência por violar as regras de utilização da tornozeleira eletrônica.

A decisão de Moraes tem como base um pedido da Polícia Federal. Segundo a autoridade policial, não foram justificadas 20 ocorrências por “fim de bateria” e duas por violação de “área de inclusão”.

Relatório da PF aponta que há justificativas para 10 violações, três em razão do fim da bateria, quatro por rompimento da cinta e três por violação da área de inclusão.

De acordo com o ministro, a prorrogação do prazo é necessária para que a autoridade policial consiga finalizar a obtenção de “dados cadastrais dos usuários dos IPs apurados, para que seja possível a apresentação dos locais físicos de onde foram feitos acessos ao sistema da Câmara dos Deputados”.

Silveira foi condenado a 8 anos e 9 meses de prisão, em regime inicial fechado, pelo STF, além da perda dos direitos políticos e de seu mandato. Antes de seu julgamento, foi ordenado, por decisão de Moraes, a utilizar tornozeleira eletrônica.

Apesar disso, chegou a ser filmado sem o equipamento. A Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal também avisou a Corte que a tornozeleira do deputado ficou descarregada por oito dias.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para:  contato@sessaodenoticias.com.br ou clique  aqui .

Siga nossas redes sociais:

Facebook  (@sessaodenoticias)

Instagram  (@sessaodenoticias)

Twitter  (@sessaonoticias)

Youtube  (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas