TSE aponta 18 irregularidades da campanha de Bolsonaro na Eleição de 2022

A área técnica do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontou questionamentos sobre as contas da campanha de Jair Bolsonaro (PL). Um dos questionamentos foi motivado por uma gráfica que acusou a campanha de omitir uma dívida e pediu que o tribunal impeça Bolsonaro de se candidatar novamente. O caso ainda não foi julgado.

Houve um total de 18 irregularidades da campanha de Bolsonaro nas últimas eleições. O TSE destacou, entre outras coisas, a falta de comprovação de que a campanha transferiu uma sobra de R$ 12 milhões ao PL, sigla do ex-presidente; R$ 682 mil de despesas não comprovadas; e R$ 229 mil de doações pagas por pessoas ou empresas proibidas pela lei.

O ministro Raul Araújo cobrou explicações da chapa. Caso ele concorde com o pedido da gráfica e decidir pela não-prestação de contas, Bolsonaro ficará sem quitação eleitoral até o fim da próxima legislatura. Isso significa que ele não poderá se candidatar de novo.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts