Sistema do SUS não emite comprovante de imunização para quem misturou vacinas

O aplicativo oficial do Ministério da Saúde, Conecte SUS, não libera o comprovante de imunização para quem tomou doses diferentes de vacina contra a covid-19. A falha na emissão do documento já havia sido reportada por usuários, e, agora, é também indicada pela própria plataforma do sistema do Sistema Único de Saúde (SUS).

Como justificativa, uma mensagem do sistema diz: “O Ministério da Saúde ainda não permite a emissão do certificado para esses casos”. O texto também orienta para que pessoas que estão nessa situação apresentem o cartão de vacinas utilizado no momento da aplicação das doses.

A intercambialidade das vacinas ocorre quando a 2ª dose recebida foi diferente da 1ª. Situação possível entre gestantes e puérperas que receberam a AstraZeneca na 1ª dose e foram orientadas a tomar o reforço da Pfizer. A mudança também ocorreu em locais onde houve falta de alguma das vacinas. Já a comprovação de imunização contra a covid-19 pode ser exigida em viagens internacionais e em demais locais que cobrem a certificação da vacina.
O Ministério da Saúde foi consultado para dizer quando o documento oficial estará liberado. A pasta respondeu ainda procurar por uma solução para que seja possível emitir o certificado.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Comments (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *