Connect with us

Política

Quebra de sigilo de sites que divulgam fake news na pandemia é aprovado pela CPI

Published

on

Os senadores aprovaram 187 requerimentos no início da reunião da CPI da Covid no Senado. 26 deles pedem a quebra de sigilo fiscal e financeiro de responsáveis por sites disseminadores de fake news sobre a covid 19.

Entre eles: Instituto Força Brasil, Terça Livre do blogueiro Allan Santos, Renova Mídia, Jornal da Cidade Online, Conexão Política, Senso Incomum, entre outros.

Os senadores também aprovaram convocação de novos depoentes, como o presidente da FIB Bank, Roberto Pereira Ramos Junior. A empresa foi indicada pela Precisa Medicamentos para emitir uma carta-fiança em favor do Ministério da Saúde. Essa carta tinha como objetivo servir de garantia para o contrato de R$ 1,6 bilhão de reais, por 20 milhões de doses da vacina, entre o governo e a indiana Bharat Biotech.

A CPI também pediu a quebra de sigilo fiscal do deputado Ricardo Barros (PP-PR) desde 2016 — já havia sido pedido desde 2018 — e da transferência de sigilo pela receita federal do advogado, Frederick Wassef, que teria recebido recursos da Precisa Medicamentos.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas