Siga nossas redes

Política

Depois do perdão de Daniel Silveira, bolsonaristas querem salvar demais investigados nos inquéritos dos chamados atos antidemocráticos

Published

on

Depois do perdão ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) querem salvar os demais investigados nos inquéritos dos chamados atos antidemocráticos e das fake news. Uma proposta de anistia ampla, será apresentada na segunda-feira (25/04/2022) pela deputada Carla Zambelli (PL-SP).

O projeto beneficia todos que, no período entre 1º de janeiro de 2018 a 21 de abril de 2022,  tenham praticado atos que sejam investigados ou processados por “crimes de natureza política ou conexo”, e que tenham sido “praticados por motivação política, incluindo condutas inseridas no âmbito da liberdade de expressão, manifestação e crença”.

Entre os beneficiados de uma eventual aprovação da proposta estão o caminhoneiro Zé Trovão, o blogueiro Allan dos Santos e o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB).

Em entrevista, Zambelli defende que a intenção é perdoar as denúncias contra os envolvidos, e destaca que mais de 50 deputados assinaram pela proposta. “A gente está criando um projeto de Lei para anistiar todas as pessoas envolvidas. Desde os caminhoneiros, os blogueiros, youtubers, jornalistas, políticos e, principalmente, o Roberto Jefferson. Nossa preocupação é com a saúde dele”, explica.

Mesmo com apoio da ala bolsonarista, o projeto não deve ser aprovado com facilidade. A oposição ao governo já se coloca contra a proposta. O deputado Ivan Valente (Psol-SP), por exemplo, critica a medida e alega que Zambelli legisla em causa própria. “Esse tipo de proposta não tem sentido prosperar. Porque o cerne da questão é anistiar aqueles que praticam crimes na internet. Inclusive a deputada Carla Zambelli, que está indiciada na Polícia Federal”, diz.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas