Queiroga diz que partiu de Bolsonaro orientação para rever vacina de adolescente

Na última quinta-feira (16), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a orientação para rever a vacinação de adolescentes no País partiu do presidente Jair Bolsonaro, apesar da Anvisa ter autorizado a imunização com a Pfizer para a faixa etária de pessoas de 12 a 17 anos sem morbidades.

Durante uma live ao lado de Bolsonaro, o ministro Queiroga declarou: “O que o ministério da Saúde fez? Na nota técnica 40 da Secovid, retirou os adolescentes sem comorbidades. O senhor tem conversado comigo sobre esse tema e nós fizemos uma revisão detalhada no banco de dados do DataSUS.”

Após o comentário de Queiroga, Bolsonaro acrescentou. “A minha conversa com o Queiroga não é uma imposição. Eu levo para ele o meu sentimento, o que eu leio, o que eu vejo, o que chega ao meu conhecimento.”

Bolsonaro declarou que a recomendação da Anvisa para vacinação de adolescentes com Pfizer, não seria uma obrigação. Ele ainda afirmou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) é contrária à vacinação de adolescentes, quando, na verdade, a entidade apenas recomenda a priorização dos grupos mais vulneráveis.

Comments (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *