Siga nossas redes

Política

Governo Bolsonaro aciona STF contra ordem de bloqueio do Telegram

Published

on

O Advogado-Geral da União, Bruno Bianco Leal, entrou com pedido de medida cautelar ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a ordem de bloqueio do Telegram. A suspensão do aplicativo de mensagens foi determinada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.

A suspensão do aplicativo no Brasil foi ordenada sob o argumento de que a plataforma tem ignorado ordens do Supremo desde o ano passado, especialmente em relação aos perfis de Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre e foragido nos Estados Unidos. Moraes considerou que o Telegram tem demonstrado “total desprezo à Justiça brasileira”.

O presidente Jair Bolsonaro tem um canal com 1.086 milhão de seguidores no Telegram. O canal se tornou refúgio para ele e seus apoiadores, já que nele não há regulação de fake news, como há no Facebook, Twitter e Instagram.

Durante participação em evento em Rio Branco (AC), na sexta-feira (18), Bolsonaro classificou o bloqueio ao aplicativo como “inadmissível”.

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas