Bolsonaro sobre o senador Ciro Nogueira que deve assumir cargo de ministro da Casa Civil: ‘Me chamou de fascista, mas as coisas mudam’

Bolsonaro defendeu nesta quinta-feira (22/7) a nomeação do senador Ciro Nogueira (PP) ao cargo de ministro da Casa Civil. O parlamentar pertence ao Centrão, maior bloco do Congresso e é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF). Na corte, o congressista responde a três inquéritos sobre investigações relacionadas a Lava-Jato.

Ciro foi crítico de Bolsonaro no passado, e ganha espaço no Executivo para manter apoio do Centrão.

“O Ciro logicamente vai nos ajudar. Tem vídeo na internet de que ele me chamou de fascista lá atrás. Sim, chamou. Mas as coisas mudam. Quem não fosse Lula no passado não estaria na política. Tarcísio foi chefe do DNIT no governo da Dilma Rousseff. Vão querer que eu demita ele?”, disse Bolsonaro em live transmitida pelas redes sociais.

Bolsonaro disse que não decidiu se vai disputar a reeleição. Mas declarou que pensa em se filiar ao PP, partido de Ciro Nogueira. “O PP pode ser um partido para eu disputar, pode ser. Conversei hoje com o José Maria Eymael. Ele disse que pretende disputar a eleição, pela última vez. Eu apenas conversei com ele e estou conversando”, completou.

Comments (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *