Após abrir dois gols contra o Palmeiras, Atlético-MG cede o empate na Libertadores 2022

O Atlético-MG abriu 2 a 0, mas o Palmeiras buscou o empate por 2 a 2 com gol aos 47 minutos do segundo tempo, no Mineirão, no duelo de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América. Com isso, o duelo está completamente aberto para a decisão da semana que vem no Allianz Parque. Nova igualdade, e por qualquer placar, leva a disputa para os pênaltis. Quem vencer garante vaga na semifinal.

O  Atlético-MG pressionou desde os minutos iniciais e fez 2 a 0, com gol Hulk em cobrança de pênalti e gol contra de Murilo. O mesmo Murilo, porém, diminuiu para o Verdão. Nos acréscimos, Danilo deixou tudo igual no Mineirão.

O Palmeiras não perde como visitante havia 20 jogos na Libertadores. O atual bicampeão ostentava 100% de aproveitamento nesta edição do torneio, mas segue invicto e agora cheio de moral para receber o rival mineiro na semana que vem.

O Galo, apesar de ter cedido o empate, apresentou boa melhora neste segundo jogo sob o comando de Cuca. O treinador, que retornou ao clube após ter sido campeão brasileiro e da Copa do Brasil no ano passado, reencontrou Abel Ferreira em novo mata-mata da Libertadores e ainda não sabe o que é vencer. Em 2021, o Verdão eliminou o Galo na semifinal ao empatar sem gols no Allianz Parque e por 1 a 1 no Mineirão – o torneio ainda tinha o gol qualificado fora de casa, critério que acabou nesta temporada. Na edição de 2020, que teve a final em janeiro de 2021, Cuca comandava o Santos e foi vice para o Palmeiras.

Todos esses ingredientes encheram de expectativa o confronto desta quarta-feira (03/08/2022). Com o apoio de sua torcida, o Atlético-MG buscou o ataque a todo instante e acumulou chances perdidas. Keno finalizou mal duas vezes, e Ademir chegou a acertar a trave quando saiu cara a cara com Weverton.

A insistência atleticana surtiu efeito já na reta final do primeiro tempo. Aos 43, Jair recebeu dentro da área e foi derrubado por Marcos Rocha, em um pênalti infantil do lateral direito. Hulk cobrou, abriu o placar e isolou-se como o maior artilheiro do Galo na história da Libertadores, agora com 12 gols, deixando Jô para trás.

No segundo tempo, o Atlético-MG ampliou com menos de dois minutos. Keno tabelou com Jair pela esquerda, chegou à linha de fundo, cruzou para trás e viu a bola bater nas pernas de Murilo e morrer no fundo da rede. Gol contra do zagueiro alviverde. A pressão do Galo continuava, mas o Palmeiras conseguiu diminuir aos 13 minutos. Gustavo Scarpa cobrou falta no travessão, e Murilo mandou de primeira no rebote para se redimir e calar o Mineirão.

Após o gol alviverde, o jogo ficou muito mais equilibrado. Aos 37, Dudu perdeu chance incrível ao receber cruzamento de Gustavo Scarpa e, sozinho e de frente para o gol, finalizar para fora. Aos 47, Scarpa cobrou escanteio, Dudu escorou da segunda trave e Danilo completou para fechar o placar e deixar a disputa completamente aberta para o duelo decisivo no Allianz Parque.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Posts