Siga nossas redes

Mundo

Transporte de alimento na Rússia é impactado pela crise na fronteira entre Bielorrússia e Polônia

Published

on

A crise migratória na fronteira entre a Bielorrússia e a Polônia, está causando problemas logísticos no transporte de produtos alimentícios na Rússia. Os produtores russos, que dependem da passagem para importar cerca de 10% das mercadorias, vêm sofrendo perdas na produção e consideram interrompê-la se a situação piorar.

Em uma tentativa de conter a crise migratória, a Polônia fechou as fronteiras com a Bielorrússia para o transporte de carga. A União Europeia acusa a capital do país, Minsk, de forçar imigrantes, vindos majoritariamente do Oriente Médio, a cruzar ilegalmente as fronteiras em uma retaliação às sanções impostas pelo Ocidente.

Filas de caminhões se formaram em quatro das seis fronteiras entre a Polônia e Bielorrússia. Os veículos, por sua vez, transportam mercadorias e matérias-primas para a Bielorrússia e Rússia, onde são utilizados pelos produtores de alimentos. O tempo de transporte, que variava entre 12 e 24 horas,  passou a durar de dois a quatro dias, elevando os custos. Cada dia parado na fronteira resulta em um prejuízo estimado em 500 euros (aproximadamente R$ 3.182,15) aos caminhoneiros.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas