Petrobras anuncia novo aumento de R$ 0,21 por litro da gasolina a partir desta terça (25/10)

A Petrobras divulgou nesta segunda (24/10/2021) que vai haver o ajuste de preços de gasolina e diesel para distribuidoras a partir desta terça-feira (26/10/2021). De acordo com a estatal, o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras vai passar de R$ 2,98 para R$ 3,19 por litro, um reajuste médio de R$ 0,21 por litro. Já na bomba, a parcela do preço do combustível que é definido pela Petrobras vai ser de R$ 2,33 por litro, uma variação de R$ 0,15 por litro.

Já para o diesel, o preço médio de venda vai passar de R$ 3,06 para R$ 3,34 por litro, um reajuste médio de R$ 0,28 por litro. O diesel na bomba vai passar a parcela do valor definido pela estatal de R$ 2,94 por litro em média. Uma variação de R$ 0,24.

A composição do preço do combustível na bomba é definida pela soma da parcela da Petrobras, da parcela dos distribuidores e revendedores, do custo do etanol (que é misturado na composição do diesel e da gasolina), do ICMS e de outros impostos como CIDE, PIS/PASEP e COFINS.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou em entrevista à rádio Caçula FM, nesta segunda-feira (25/10/2021), que o preço do combustível iria sofrer uma alteração. “Vem reajuste do combustível, eu gostaria que não viesse, mas olha o preço do dólar”, ressaltou.

O presidente também falou sobre o ICMS, imposto que incide sobre os combustíveis. De acordo com Bolsonaro, há uma busca junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), de mostrar na bomba o real valor do imposto. “O que estamos tentando fazer junto com STF, é botar em real o valor do ICMS cobrado no seu estado. Pras pessoas que forem abastecer o carro vê que custa R$ 2,10 o preço da refinaria e tando é do governador. É isso que nós precisamos”, disse.

A privatização da Petrobras entrou no radar também do presidente. “É uma complicação enorme, ainda mais quando se fala em combustível. Se tirar do monopólio do estado, e dar para uma pessoa, fica a mesma coisa ou pior”, falou. Bolsonaro também criticou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao dizer que a estatal era uma empresa voltada para a corrupção. “Se uma das refinarias prometidas pelo Lula estivessem prontas, a gente não teria esse problema tão grave”, ressaltou.

*Informações do Portal SBT News

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Comments (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *