Siga nossas redes

Brasil

Embaixador da Ucrânia no Brasil diz que Lula está “mal informado” sobre a guerra do seu país contra a Rússia

Published

on

Anatoliy Tkach, embaixador da Ucrânia no Brasil, disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está “mal informado” sobre a invasão da Rússia ao país do leste Europeu —conflito que já dura 70 dias.

Em entrevista à revista Time, Lula falou que o presidente ucraniano, Voldymyr Zelensky, “é tão responsável quanto [o presidente russo Vladimir] Putin pela guerra na Ucrânia”. Ao jornal O Globo, Tkach criticou uma suposta falta de informação da parte do petista e afirmou que solicitará uma audiência com o “estimado ex-presidente do Brasil”.

Para Lula, Zelensky “quis a guerra” e “se ele [não] quisesse a guerra, ele teria negociado um pouco mais”. O petista disse que “há um estímulo [ao confronto]! Você fica estimulando o cara [Zelensky] e ele fica se achando o máximo. Ele fica se achando o ‘rei da cocada’, quando na verdade deveriam ter tido conversa mais séria com ele: ‘Ô, cara, você é um bom artista, você é um bom comediante, mas não vamos fazer uma guerra para você aparecer’. E dizer para o Putin: ‘Ô, Putin, você tem muita arma, mas não precisa utilizar arma contra a Ucrânia. Vamos conversar!'”.

O ex-presidente também disse que o ucraniano tem um comportamento “um pouco esquisito”. “Parece que ele faz parte de um espetáculo. Ou seja, ele aparece na televisão de manhã, de tarde, de noite, aparece no parlamento inglês, no parlamento alemão, no parlamento francês como se estivesse fazendo uma campanha. Era preciso que ele estivesse mais preocupado com a mesa de negociação”, afirmou.

Para ele, os Estados Unidos e a União Europeia também são culpados pela guerra. “Putin não deveria ter invadido a Ucrânia. Mas não é só o Putin que é culpado, são culpados os Estados Unidos e é culpada a União Europeia. Qual é a razão da invasão da Ucrânia? É a OTAN [Organização do Tratado do Atlântico Norte]? Os Estados Unidos e a Europa poderiam ter dito: ‘A Ucrânia não vai entrar na OTAN’. Estaria resolvido o problema”, avaliou.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas