Todos os deputados estaduais da Bahia devem deixar o PP caso Bolsonaro entre no partido por medo de rejeição

Se Jair Bolsonaro ingressar, de fato, no PP, não vai ficar um deputado estadual da legenda na Bahia para contar a história. Mesmo que a filiação incentive eventualmente a candidatura de João Leão ao governo, nenhum dos parlamentares acha vantajoso ficar na sigla. A alegação é de que, elevada na Bahia, a rejeição a Bolsonaro vai prejudicar o plano de todos eles de concorrer à reeleição.

Sem partido desde novembro de 2019, o presidente disse ontem que sua escolha para se filiar a uma sigla está, atualmente, entre o PP (Partido Progressista) e o PL (Partido Liberal).

Afirmou se dar “muito bem” com as duas legendas e que tem conversado com lideranças dos 2 partidos. “Eu tenho que ter um partido de qualquer maneira. Eu não sei se vou disputar eleição ou não. Está cedo ainda. Hoje em dia está mais para PP ou PL. Me dou muito bem com os 2 partidos. Fiquei no PP uns 20 anos. A decisão passa por aí. Agora, converso com as lideranças desses partidos”, disse.

Comments (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *