Ministério da Saúde recebe notificação de possível caso de poliomielite causada pelo poliovírus

O Ministério da Saúde recebeu a notificação de um caso de paralisia flácida aguda de uma criança do município de Santo Antônio do Tauá (PA). De acordo com as informações repassadas pela Secretaria de Estado da Saúde do Pará na quarta-feira (05/10/2022), pode ser um caso de poliomielite causada pelo poliovírus circulante derivado de vacina.

O poliovírus circulante derivado de vacina por vezes é encontrado em populações que não foram completamente vacinadas. São chamados de ” derivados da vacina” porque são uma forma modificada de uma estirpe originalmente contida na vacina oral da poliomielite (VOP). A VOP contém uma forma viva, mas enfraquecida do poliovírus.

A paralisia flácida aguda (PFA) é uma síndrome clínica que em alguns casos traz sintomas como fraqueza nas pernas, dificuldade motora, alterações de despolarização que geram espasmos musculares e podem ser acompanhadas de atrofia muscular. Entre suas causas estão a poliomielite.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite encontra dificuldades de atingir a meta estabelecida de pelo menos 95% da população infantil menor de 5 anos.

A doença, também chamada de paralisia infantil, tem certificado de erradicação no país desde 1994, mas a baixa cobertura vacinal nos últimos anos preocupa especialistas. Segundo o Ministério da Saúde, a cobertura vacinal está em torno de 60%.

Ainda segundo o relatório, a criança apresentou sintomas um dia após a segunda dose da vacina desenvolvendo uma paralisia flácida aguda com diminuição de força muscular na perna esquerda. Segundo o relatório da requisição de exames, foi relatado desnutrição e muito baixa estatura.

*Informações do site CNN Brasil

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts
Leia mais
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou nesta quarta-feira (31) o uso emergencial da vacina contra a…