Siga nossas redes

saúde

“Injusto com quem se vacinou”, diz Reis sobre abrir leitos para não vacinados

Published

on

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM-BA), deu fortes declarações na manhã desta segunda-feira (6), sobre novos leitos para Covid-19, vacincação e sobre a variante ômicron, durante a inauguração de uma nova Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) para crianças e adolescentes foi instalada pela Prefeitura na 2ª Travessa Gersino Coelho, 2, em Matatu de Brotas.

“Ela [ômicron] tende a ser menos agressiva do que as outras variantes, a exemplo da delta e P1. Tomara que sim, porque seria muito complexo a gente ter que reabrir leito de UTI, tendas, gripários. Acaba sendo muito injusto com quem se vacinou ter que abrir leito para quem não cumpriu seu papel. Afinal de contas, o dinheiro é de todos nós, o prefeito só administra”, afirmou o gestor municipal.

Na entrega da UAI, o prefeito destacou a vocação da gestão para a questão social, ressaltando que a rede será ampliada para atender um público maior. “A meta é criar mais duas unidades como esta, alcançando o total de 120 vagas. A FCM possui diversos equipamentos, a exemplo dos Centros de Convivência, que atendem cerca de 400 crianças por unidade, realizando atividades no contraturno das aulas. Hoje, temos cinco centros e chegaremos a dez ainda nesta gestão, passando a ser uma das maiores redes do país, atendendo até 4 mil crianças”, declarou Bruno Reis.

UAI
O local possui capacidade de atendimento para até 20 crianças e adolescentes, sendo dez meninas entre 8 e 18 anos e dez meninos entre 8 e 14 anos, encaminhados pela 1ª Vara da Infância e Juventude, devido à impossibilidade de continuarem com as famílias em virtude de algum tipo de violação de direitos. Os acolhidos permanecem no local até serem inseridos na família de origem, extensa ou adoção

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas