Siga nossas redes

Mundo

Após aumento de protestos violentos, presidente do Cazaquistão pede ajuda à Organização do Tratado de Segurança Coletiva

Published

on

O presidente do Cazaquistão, Kassym-Jomart Tokayev, disse na quarta-feira (05/01/2022) que pediu ajuda à Organização do Tratado de Segurança Coletiva (CSTO, na sigla em inglês) para enfrentar a agressão terrorista.

A CSTO nasceu em 1992 com o objetivo de “fortalecer a paz, a segurança e a sustentabilidade internacional e regional, a proteção da independência em bases coletivas, a integridade territorial e a soberania de seus Estados membros”.

Ela é formada por seis países: Rússia, Armênia, Belarus, Cazaquistão, Quirguistão e Tajiquistão.

De acordo com o primeiro-ministro armênio Nikol Pashinyan, que conversou por telefone com Tokayev, o presidente cazaque iniciou consultas aos líderes dos países do CSTO sobre a situação no Cazaquistão.

“As agências de assuntos internos estão atualmente tomando todas as medidas necessárias para evitar que a escalada da violência cresça”, disse o Ministério do Interior do Cazaquistão em um comunicado.

Em seguida, a pasta ressaltou que “organizadores de distúrbios, que violaram a lei, estão sendo responsabilizados de acordo com a lei criminal e administrativa”.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas