Siga nossas redes

Mundo

Coréia do Norte proíbe que população demonstre felicidade por 11 dias

Published

on

O governo da Coreia do Norte proibiu que a população demonstre sinais de felicidade por 11 dias. De acordo com o New York Post, a medida ocorre em meio às homenagens que marcam o 10º aniversário de morte de Kim Jong-il, pai do atual líder do país, Kim Jong-un.

“Durante o período de luto, não devemos beber álcool, rir ou nos envolver em atividades de lazer”, disse um morador da cidade de Sinuiju, no nordeste do país, ao serviço coreano da Radio Free Asia, RFA.

No dia exato em quem a morte de Kim Jong-il completou dez anos, na última sexta-feira (17/12/2021), os norte-coreanos foram proibidos até de fazer compras.

Ainda de acordo com a Radio Free Asia, no passado, pessoas que eram flagradas bebendo ou se embriagando durante o período de luto eram presas e tratadas como criminosos ideológicos.

Os norte-coreanos então ficaram em silêncio e se curvaram em respeito a Kim Jong Il enquanto uma sirene do meio-dia soou por três minutos.

O líder Kim proibiu os cidadãos de copiar suas escolhas de moda usando casacos de couro. A RFA relatou que a polícia da moda real patrulhou as ruas para confiscar as jaquetas dos vendedores e de todos os cidadãos que usassem alguma imitação.

O ex-ditador norte-coreano governou o país de 1994 até 2011, quando morreu após sofrer um ataque cardíaco aos 69 anos de idade.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas