Connect with us

Política

Bolsonaro sanciona Lei de Diretrizes Orçamentárias com veto ao Fundão Eleitoral

Published

on

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022, nesta sexta-feira (20/08/2021), com veto à previsão de R$ 5,7 bilhões para o fundo eleitoral — que consta no orçamento do ano que vem, aprovado pelo Congresso no mês passado.

Com isso, em relação ao Fundo Eleitoral, a Lei Orçamentária contará com o valor que será definido pelo Tribunal Superior Eleitoral para o ano de 2022, com base nos parâmetros previstos em lei.

Pressionado especialmente por sua base mais radical, Bolsonaro já havia dito que vetaria o aumento do fundo. As despesas para o ressarcimento das emissoras de rádio e de televisão pela inserção de propaganda partidária também foram barradas.

A LDO de 2022, que compreende as metas e prioridades financeiras da administração pública federal, considera o crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) no ano que vem em 2,5%.

Salário mínimo

O projeto prevê o aumento do salário mínimo para R$ 1.147,00, o valor determinado corresponde apenas a uma diretriz, podendo ser modificada — o valor efetivo deve ser fixado por meio de medida provisória.

A nova lei de diretrizes orçamentárias entrará em vigor imediatamente e valerá apenas para o ano de 2022.

Como o texto já foi aprovado pelo próprio Congresso Nacional, não depende de qualquer nova deliberação para entrar em vigor.

O Executivo deve apresentar o orçamento de 2022 para toda a União, o qual será encaminhado até o próximo dia 31 de agosto.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas