Siga nossas redes

Mundo

Vladimir Putin ordena que forças de dissuasão nuclear da Rússia fique em alerta máximo

Published

on

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou, neste domingo (27/02/2022), que seus militares coloquem as forças de dissuasão nuclear da Rússia em alerta máximo, após declarações agressivas de países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). A ação de dissuação é baseada na intimidação com a tentativa de desencorajar o grupo de países ocidentais.

“Os altos funcionários dos principais países da Otan também permitem declarações agressivas contra nosso país, por isso orderno ao ministro da Defesa e ao chefe do Estado-Maior [Forças Armadas russas] que transfiram as forças de dissuasão do exército russo para um modo especial de dever de combate. Os países ocidentais não estão apenas tomando ações hostis contra nosso país na esfera econômica, mas altos funcionários dos principais membros da Otan fizeram declarações agressivas em relação ao nosso país”, declarou Putin em comentários televisionados.

Não há indicações, até o momento, de que Putin pretenda usar armas nucleares. Mas a medida aumenta a tensão entre Rússia e países ocidentais.

Putin alertou os outros países para não interferirem em sua invasão da Ucrânia, dizendo que isso pode levar a “consequências que eles nunca viram”. Ele posicionou mísseis antiaéreos e outros sistemas avançados de mísseis em Belarus e deslocou sua frota para o Mar Negro em um esforço para impedir uma intervenção ocidental na Ucrânia.

A invasão russa deixou centenas de mortos. A Rússia lançou ataques com mísseis contra edifícios em Kiev, Kharkiv e outras grandes cidades ucranianas, pois ameaça um ataque total não visto desde a Segunda Guerra Mundial.

*Informações do Portal SBT News

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas