Vinícius Júnior protesta após ser novamente vítima de racismo no futebol: “O racismo é o normal na La Liga”

O brasileiro Vinícius Júnior, um dos principais jogadores do mundo no momento, foi vítima de racismo novamente, neste domingo (21/05/2023), em partida pelo Campeonato Espanhol. Expulso do duelo entre Valencia e Real Madrid, o atacante protestou de maneira firme nas redes sociais.

Vinícius Júnior citou que a La Liga, organizadora do Campeonato Espanhol, é conivente com casos de racismo. Em longo texto nas redes sociais, o atacante escreveu que a Espanha é conhecida agora por ser um país de racistas.

Quem saiu em defesa do camisa 20 do Real Madrid foi o técnico Carlo Ancelotti. O comandante do time merengue fez questão de deixar claro que nada tem acontecido diante dos casos de racismo sofridos por Vinícius Júnior.

“Não quero falar de futebol. Vocês querem falar de futebol? Foi mais que uma derrota. Não parece? Eu sou muito calmo, mas aconteceu algo que não pode acontecer. Um estádio gritando “macaco” a um jogador, e um treinador pensar em ter que tirá-lo por isso. Algo está muito errado nesta liga. Nada acontece”, protestou o técnico.

Este foi mais um entre diversos casos de racismo que Vinícius Júnior sofreu no Campeonato Espanhol. Presidente de La Liga, Javier Tebas se pronunciou sobre o caso deste domingo (21). Sem manifestar qualquer palavra sobre o novo caso de racismo, o presidente da entidade tratou de defender La Liga e enviou um recado ao atacante.

“Já que aqueles que deveriam não te explicam o que é que LaLiga pode fazer nos casos de racismo, tentamos nós explicarmos, mas você não se apresentou em nenhuma das datas acordadas que você mesmo solicitou. Antes de criticar e injuriar LaLiga, é necessário se informar adequadamente, Vini Jr. Não se deixe manipular e tenha certeza de entender bem as competências de cada um e o trabalho que estamos fazendo juntos”, escreveu Javier Tebas.

A La Liga emitiu um comunicado em que informou ter solicitado imagens para apurar os acontecimentos da partida entre Valencia e Real Madrid. A organizadora do Campeonato Espanhol declarou que irá “tomar medidas pertinentes” caso seja confirmado “crime ódio”.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts