TSE proíbe que Bolsonaro use em campanha as imagens das cerimônias de 7 de setembro

Tribunal Superior Eleitoral  (TSE) acatou o pedido da Coligação Brasil da Esperança (PT-PSB-PSOL e outros partidos), do ex-presidente Lula, para que o Partido Liberal (PL) seja proibido de utilizar imagens das cerimônias de 7 de setembro na campanha eleitoral de Jair Bolsonaro e de seu candidato a vice, Braga Netto.

O candidato do PL recebeu o prazo de 24 horas para apagar as publicações relacionadas ao ato cívico sob penalidade de multa de R$ 10 mil por dia de descumprimento da ordem.

Segundo os partidos que impretaram a ação, Bolsonaro cometeu abuso de poder político e econômico ao se promover ao redor dos desfiles do dia da independência, além de uso dos meios de comunicação oficial.

O relator do processo no TSE, ministro Benedito Gonçalves, concordou com o pedido dos partidos sobre o presidente da República, que é candidato a releição, em usar atos cívicos para retratar um apoio eleitoral a sua campanha.

União Brasil, de Soraya Thronicke, PDT, de Ciro Gomes e Simone Tebet (MDB) também protocolaram ações semelhantes. A campanha de Bolsonaro tem cinco dias para apresentar sua defesa.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts