Tendência: médicos baianos passam a apostar em estudos sobre Saúde Integral e Medicina Antiaging para o verão

A busca por um único médico que cuide de toda a saúde tem crescido na Bahia, afirma a Dra. Anna Paola Noya Gatto

Aos 57 anos, a soteropolitana Vera Santos, aposentada, enfrenta limitações para continuar trabalhando devido a dores persistentes. São queixas neuropáticas, provenientes de danos nos nervos do Sistema Nervoso Central e periférico, que estão sendo tratadas com sucesso por meio de terapias específicas, sem necessidade de intervenção cirúrgica. A perspectiva é de melhora contínua se Vera seguir com os exercícios recomendados para fortalecer a região afetada, além de atualizar a alimentação e mais atitudes diárias.

“O processo de cura é através de terapias diferenciadas, incluindo também aspectos nutricionais e mudanças de hábitos, como momentos para tomar sol e repor vitaminas. Esse formato de tratamento e de prevenção tem dado muito certo e veio por conta da Medicina Antiaging e do cuidado da minha médica, a Dra. Anna Paola Noya Gatto (@dra.annapaolagatto), com a minha Saúde Integral”, explica a paciente.

Mas não é apenas com Vera que esta realidade se faz constante. O Brasil tem seguido a tendência de utilizar menos medicamentos em primeira instância. É o que já é feito em países europeus e norte-americanos, que direcionam seus esforços para um modelo de Saúde Integral, a qual promove um acompanhamento único, unindo prevenções para todas as áreas de vida”, explica a Dra. Anna Paola Noya Gatto que, em terras baianas, assim como outros médicos renomados, afirma observar a crescente de clientes que buscam um médico único para este acompanhamento.

A Clínica da Mulher compartilha dessa abordagem ampliada sobre a saúde, que vai além da mera ausência de doenças. Recentemente, a Dra. Anna Paola Noya Gatto, CEO e mastologista, adotou a visão da Saúde Integral, priorizando a saúde física, emocional e financeira para permitir que as pessoas desfrutem plenamente de suas vidas, especialmente diante do aumento da expectativa de vida.

“No Verão, quando ficamos mais expostos a altas temperaturas e a saídas de casa, vejo a alta da Medicina da Longevidade na Bahia. Ela é indicada para que patologias femininas e processos de envelhecimento sejam prevenidos e tratados com as práticas. Hoje, sou mais do que mastologista. Ampliei o meu repertório para ser a médica da Saúde Integral das minhas pacientes, já que é o que os baianos mais procuram atualmente”, afirma a fundadora da Clínica da Mulher.

Se em 1940 a expectativa de vida média ao nascer no Brasil era de 45,5 anos, hoje, de acordo com o IBGE, é de 75,5 anos. “No entanto, esse aumento na longevidade só é verdadeiramente valioso quando está aliado a uma boa qualidade de vida, tanto física quanto emocional, e a independência”, exclama a especialista.

✅ *Modulação Hormonal é uma das opções:*
“A modulação hormonal é uma das opções abordadas na Medicina Preventiva, e fez muita diferença para mim após a menopausa, já que reduziu os sintomas e me fez recuperar a libido”, conta Luiza Mattos, 56.

Os hormônios desempenham um papel fundamental no nosso corpo, afetando a digestão, a função cerebral, a libido, o sono, o estresse, entre outros aspectos. Como a Dra. Anna explica, a modulação hormonal é feita por meio da reposição de hormônios idênticos aos produzidos naturalmente pelo corpo. O processo é apenas um dos tratamentos ofertados na Medicina da Saúde Integral e também conta com a reposição de aminoácidos, minerais, vitaminas e antioxidantes no organismo.

“O verão é uma época indicada para que as pacientes passem por esses tratamentos efetivos, olhando mais para elas nessa fase de férias. O crescimento da busca por esses acompanhamentos nessa época é de, no mínimo, 40%”, conclui a médica.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts