Tebet diz a aliados que aceita ser ministra do Meio Ambiente

Mesmo não tendo ainda seu nome divulgado entre os gestores das pastas do novo governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas primeiras levas de definições, o presidente garantiu a lideranças do MDB a presença de Simone Tebet (MDB) na Esplanada em janeiro. Cotada, inicialmente, para o Ministério do Desenvolvimento Social, que acabou sendo destinado a Wellington Dias (PT), Tebet acenou interesse pelo Meio Ambiente, segundo aliados.

Lula, porém, teria uma condição para a presença da senadora na gestão da pasta: a participação de Marina Silva (Rede) como autoridade climática, que passaria a ter status de Ministério. Aliados do presidente pressionam as duas políticas para que haja uma dobradinha entre elas no comando.

À principio, a senadora era enfática sobre não aceitar um convite para uma pasta cobiçada por Marina, de quem se tornou amiga na campanha eleitoral. Nesta quinta-feira (22), no entanto, ela teria afirmado a interlocutores que toparia a parceria. Aliados de Tebet entendem, porém, que a senadora também aceita ir para o Meio Ambiente se Marina recusar qualquer cargo no governo, mas deixar o caminho aberto para a emedebista.

Simone Tebet é tida como um nome que, se indicado para o Ministério do Meio Ambiente, agradaria ao mercado. Marina, por sua vez, tem apoio de toda a área ambiental e era tida como a favorita para a pasta.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts