‘Sou o ex mais amado do Brasil’, diz Bolsonaro

Neste sábado (4), durante discurso na Conferência de Ação Política Conservador, (CPAC), em Washington, no Estados, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), avaliou a sua presidência no Brasil, e afirmou que acredita ser “o ex mais amado” do país. 

“O Brasil é uma grande nação, muito rica. Mas não se desenvolvia. Populismo, comunismo e corrupção é o que sempre dominou a política brasileira. Por 4 anos em uma pré-campanha andei pelo meu país levando a verdade sem me preocupar com os votos. Há dois anos, parei numa pequena cidade do Amazonas, Manacapuru. As pessoas me receberam num porto e pensaram ‘o que esse cara sozinho está fazendo aqui’. E eu também me perguntei. Quase ninguém acreditava que eu poderia ter sucesso”, começou dizendo. 

“Fomos crescendo, a esquerda viu que eu era o alvo difícil de ser abatido e um esquerdista, filiado a um partido de esquerda, PSol, deu uma facada em mim em setembro de 2018”, pontuou o ex-presidente relembrando o atentado sofrido em 2018. 

“Com toda certeza, eu sou o ex mais amado do Brasil. Mesmo no leito de morte e muita fé, ganhamos as eleições”, afirmou Bolsonaro. 

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts