Siga nossas redes

Salvador

Segunda edição do concurso ‘Pérola Negra de Pernambués’ revela novos vencedores, enaltece a cultura e a estética afro-brasileira

Published

on

Ao som da banda percussiva Tambores e Cores e a presença do cantor e compositor Lazinho, a segunda edição do concurso ‘Pérola Negra de Pernambués’, aconteceu no último domingo (28), no bairro de Pernambués, em Salvador.

Dentro das medidas de segurança contra a covid-19, moradores da região foram prestigiar as belezas negras, enaltecer a cultura, a autoestima e estética afro-brasileira do bairro mais populoso e negro da capital baiana. Promovido pelas irmãs Marisleide Pádua Lima, a popular Mary Pádua, e Lucileide Pádua Lima, conhecida por Luh Pádua, o concurso contou com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Urbana do Estado da Bahia (Sindilimp-Ba), da Associação dos Trabalhadores em Limpeza do Estado da Bahia (Aslimp) e do mandato do vereador Luiz Carlos Suíca (PT).

Suíca reforça sobre o resgate e valorização da ancestralidade e o respeito devido a população negra. “O Concurso Pérola Negra de Pernambués resgata a valorização da nossa beleza, enaltecendo a força e a perseverança para manter a valorização da nossa genética e da nossa ancestralidade. Tenho muito orgulho em participar destas ações, em ser negro e em lutar para que a Consciência Negra não seja celebrada só no mês de novembro, mas que seja algo pensado e enaltecido de forma permanente durante todo o ano”, disse o edil petista e presidente da Comissão de Reparação da Câmara de Municipal de Salvador (CMS).

Para a coordenadora-geral do Sindilimp-BA, Ana Angélica Rabello, investir na cultura e educação são pilares importantes e abre mais oportunidade aos jovens que moram na periferia. “Ficamos muito felizes em está valorizando a cultura do bairro, principalmente onde não tem muito investimento em educação, por exemplo. Então, para a gente é uma satisfação fazer um investimento desse porte. Podemos ver que o nível é alto, tanto de participação do público, quanto da adesão dos participantes do concurso. Tudo que seja em prol da cultura e da educação o Simdilimp-BA estará presente na cobertura e na ajuda”, reforça Ana Angélica. Mary aponta, que “trazer para a comunidade de Pernambués o quanto é importante a cultura negra, afro-brasileira, principalmente em um bairro mais populoso e negro da capital, é muito gratificante, mesmo depois de 2 anos.

O comunicador Rafael Manga destaca que o evento traz quebra de estigmas e estereótipos carregados historicamente pela população negra. “Um evento dessa natureza é muito importante para quebra de estereótipos e do racismo. Historicamente a imagem de nós, negros, foi colocada como uma imagem negativa, marginalizada e sexualizada, quando falamos dos corpos negros. Então, é um evento que vem para reforçar a amplitude da beleza negra, a autoestima negra e a importância de evidenciar os talentos de nossa periferia”, diz Manga.

A assessora, ativista Lgbtqia+ e líder comunitária, Tuka Perez, ressalta sobre o direito à cultura nos bairros periféricos e o respeito à diversidade. “Eu como mulher preta e trans, moradora do bairro de Pernambués, há 38 anos, sei das dificuldades que nosso bairro vem vivendo por muitos anos. As vezes somos perseguidos, porque é negado o direito de termos a nossa cultura. Então, a importância de hoje nos traz um pouco da nossa cultura, da nossa diversidade, independente de gênero, de ideologia, de raça, cor e religião. Isso fortalece nossa arte, nosso movimento seja ele negro ou Lgbtqia+, religioso, seja ele qual for a gente precisa sempre está somando e articulando para cada dia mais nos reinventar”, frisa Tuka Perez, que também é Miss Gay e organizadora da ‘Parada Gay’ do bairro de Pernambués.

Premiações

As premiações em dinheiro foram divididas em primeiro (R$ 1000), segundo (R$ 500) e terceiro lugar (R$ 300). Escolhidos pela votação do júri, na categoria feminina foram reveladas três belezas negras. Em primeiro lugar Josiele Santos, em segundo Nathyelle Colcci e terceiro Girlene Marques. Já na categoria masculina em primeiro foi Celso Henrique, Lucas Silva, em segundo e Danilo Souza em terceiro.

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas