Seguindo o caminho do Twitter e da Meta, a Amazon deve demitir 10 mil pessoas nesta semana

Segundo reportagem do jornal The New York Times, a gigante de tecnologia Amazon deve seguir a prática de empresas como Twitter e Meta e vai cortar vagas de trabalho. A empresa deve demitir 10 mil pessoas nas áreas corporativas e de tecnologia a partir desta semana.

Anuncio acontece após a Meta anunciar a demissão de 11 mil funcionários ou 13% de sua força de trabalho. As demissões devem ocorrer nas áreas de varejo, recursos humanos e setores relacionados a tecnologia, como o Alexa, que registrou prejuízo operacional de mais de US$ 5 bilhões em um ano.

Anúncio acontece após a empresa perder 40% ou US$ 1 trilhão de valor de mercado, segundo a agência Bloomberg. Os cortes representam cerca de 3% da equipe corporativa da companhia.

Apesar de se recuperar de uma queda de receita ocorrida por causa da pandemia, agora a Amazon consegue registrar crescimento de 7,2% na receita. Ainda assim, é a taxa de crescimento mais lenta em 20 anos.

Em setembro, a Amazon já tinha anunciado o congelamento de contratações, no final de outubro e começo de novembro, o Twitter, Microsoft e a Meta, dona do Facebook, anunciaram cortes por consequência da desaceleração na economia.

Até o momento, as empresas big tech que anunciaram demissões e congelamento de contratações fora, Twitter, Meta (Facebook/Instagram), Microsoft, Amazon, Google, Oracle, Intel, Seagate e Apple.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts