SBT anuncia Luiz Alberto Weber como novo diretor nacional de jornalismo

A assessoria de comunicação do SBT anunciou nesta terça-feira (07/05/2024) que Luiz Alberto Weber assume, a partir desta semana, o cargo de Diretor Nacional de Jornalismo na emissora.

“É um privilégio dirigir uma equipe tão guerreira e competente como a do jornalismo do SBT. A carta de princípios editoriais da emissora, além disso, é uma baliza que torna a caminhada mais segura e previsível. O jornalismo do SBT tem história e é com espírito de time, que pretendo contribuir para a manutenção desse legado”, destaca Weber.

Vale lembrar que Luiz ocupou nos últimos quatro anos a direção de jornalismo da sucursal de Brasília do SBT. Anteriormente, também na capital, foi diretor de redação da revista Época, chefe de redação e coordenador de política do jornal O Estado de S.Paulo, secretário de edição do jornal Folha de S.Paulo, editor nos jornais O Globo e Correio Braziliense e repórter das revistas Carta Capital e ISTOÉ.

A promoção de Luiz Alberto Weber ocorre num momento em que sua direção de jornalismo em Brasília era questionável por não gerar boa audiência, e está passando ao cargo de diretor nacional de jornalismo do SBT menos de uma semana após a emissora anunciar a demissão de José Occhiuso, depois de ficar 13 anos no cargo, justamente pela baixa audiência no canal.

 

Sobre Luiz Alberto Weber

Jornalista, advogado, pós-graduado em Direito Constitucional e mestre em Ciência Política pela Universidade de Brasília. Durante um ano, estudou Scienze Politiche na Sapienza Università di Roma. Foi professor universitário no IDP (Instituto de Direito Público), onde ministrou no curso de Direito as disciplinas “O Judiciário no Tribunal da Opinião Pública” e “Democracia Digital”. É autor, com Felipe Recondo, dos livros “Os Onze – o STF, seus bastidores e suas crises”, finalista do Prêmio Jabuti e escolhido pela revista literária 451 o melhor livro de Direito de 2019; e, mais recentemente, pela mesma Companhia das Letras e reeditando a parceria, da obra “O Tribunal – como o Supremo se uniu ante a ameaça autoritária”.

Weber foi duas vezes finalista do Prêmio Esso e integrou, no Correio Braziliense, equipe vencedora. No campo acadêmico, foi agraciado com Menção Honrosa no 2º Concurso Nacional de Monografias sobre Prevenção e Combate à Corrupção, promovido pela Controladoria-Geral da União (CGU). O trabalho baseou-se em suas pesquisas realizadas no mestrado sobre corrupção política.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaodnoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts