Rui Costa chora e aponta ‘traição’ de ex-aliado: “Só o tempo mostra o caráter”

O governador Rui Costa (PT) se emocionou ao fazer um discurso, no município de Lafaiete Coutinho, na última quinta-feira (14), ao reforçar as acusações de traição contra o prefeito de Jequié, Zé Cocá (PP). O ex-aliado, que é presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), rompeu com o grupo governista e vai apoiar a candidatura de ACM Neto (União Brasil) ao governo.

Rui, Zé Cocá e o secretário de Relações Institucionais, Luiz Caetano (PT) protagonizaram a cena política local nos últimos dias. O secretário petista acusa Cocá de criar “fake news” ao afirmar que os convênios da Conder foram cancelados. No discurso, Rui chorou, sem citar o nome de Cocá, e disse que o assunto não é questão de política, mas sim de humanidade. O governador ainda afirmou que somente o tempo é capaz de mostrar o caráter das pessoas.

“Aqui não se trata de política. Isso não é política. Isso é humanidade. Isso é respeito ao ser humano. Como é que alguém pode se dizer que é amigo de outro e deixar a pessoa em pé em uma barraca, mentindo, dizendo que eu só recebo fulano ou beltrano? E eu sei saber. Fiquei noites e noites conversando com minha esposa, dizendo ‘não é possível um negócio desses’. Minha mãe dizia que você conhece as pessoas com o tempo. Só o tempo mostra o caráter das pessoas”, disparou o governador.

Zé Cocá, que também foi prefeito de Lafaiete Coutinho, se elegeu em Jequié em 2020, com apoio de Rui. A aliança durou até março deste ano, quando o PP, partido de Zé, rompeu com a base governista.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts