Racismo contra seus jogadores faz Santos denunciar caso a representantes da Conmebol

O atacante Ângelo e o zagueiro Joaquim, atletas do Santos, foram vítimas de racismo na derrota do Peixe por 2 a 1 contra o Audax Italiano, nessa quarta-feira (24/05/2022), no Chile, em jogo pela 4ª rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. O Alvinegro Praiano denunciou o caso à Conmebol e cobrou ações da confederação sul-americana.

A equipe paulista comunicou que os dois jogadores foram xingados pela torcida do clube chileno, além de os atletas relatarem que torcedores imitaram macacos em direção a eles. O Santos registrou uma denúncia com representantes da Conmebol.

O ano de 2022 foi marcado por uma onda de casos de racismo nos torneios continentais da América do Sul. O Comitê Disciplinar da Conmebol endureceu as regras sobre insultos raciais nas competições geridas pela confederação. Os casos têm sido menores na atual temporada.

O assunto, no entanto, segue em alta no futebol. Os últimos dias registraram um turbilhão na vida de Vinícius Júnior, que foi vítima de racismo mais uma vez no Campeonato Espanhol. O jovem atacante brasileiro tem liderado um combate ao preconceito no futebol espanhol.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts