Quatro policiais são sequestrados no Equador após decreto de estado de emergência

Quatro policiais foram sequestrados nesta terça-feira (09/01/2023) no Equador, após um decreto de estado de emergência, devido à crise carcerária no país. Três deles estavam na cidade de Machala e um na capital, Quito. Também houve violência na província de Esmeraldas, com carros incendiados.

“Nossas unidades especializadas foram acionadas para localizar nossos colegas e proceder com a apreensão dos autores. Nenhum desses eventos ficará impune”, disse a Polícia do Equador. “Em Esmeraldas, dois veículos foram incinerados – um em um posto de gasolina. Nossas unidades estão coletando provas para encontrar os autores”, acrescentou.

A rebelião aconteceu poucas horas após o presidente Daniel Noboa decretar estado de emergência por 60 dias. A medida inclui toque de recolher das 23h às 5h e autoriza a atuação das Forças Armadas em apoio à polícia no patrulhamento das ruas.

A decisão foi tomada após incidentes em diversas prisões em todo o país, com agentes carcerários sendo retidos por detentos. As rebeliões aconteceram um dia depois do líder da facção criminosa Los Choneros, José Adolfo Macías Villamar, o Fito, fugir da prisão de Guayaquil. Ele cumpria uma sentença de 34 anos por crime organizado, tráfico de drogas e assassinato.

Segundo Noboa, a decisão precisou ser tomada devido aos incidentes registrados em diversas prisões do país. O cenário foi incentivado pela fuga de José Adolfo Macías Villamar, conhecido como Fito, líder da facção criminosa Los Choneros. O criminoso, considerado o mais perigoso do país, estava na prisão de Guayaquil, onde cumpria uma sentença de 34 anos por crime.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaodnoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts