Siga nossas redes

Salvador

Plano B para Carnaval de Salvador propõe identificação dos foliões por QR Code

Published

on

A realização da maior festa de rua do mundo em 2022, o Carnaval de Salvador, ainda é incerteza. Quando acontecerá a definição sobre o evento por parte das autoridades paira como incógnita para os artistas, o setor do entretenimento, turistas e para a população soteropolitana.

De acordo com o Washignton Paganelli, coordenador do Carnaval de Salvador, existe uma grande possibilidade do aumento de festas clandestinas no período em que acontece o carnaval.

“Teremos um Carnaval sem controle se não tiver nada organizado pelos poderes públicos. Nós teremos muitos paredões, festas de bairro, festas clandestinas. Esse é o desejo da população e você já não consegue controlar mais nada. Acredito que no Réveillon, na Lavagem do Bonfim, nós vamos ter uma prova, porque o povo baiano é um povo festeiro, e ele já deve estar se programando e não deve ficar sem comemorar essas datas” declarou.

O coordenador do Carnaval de Salvador ainda falou um pouco mais sobre o plano B para a folia no Comércio. De acordo com Paganelli, a ideia é transformar o espaço em um circuito com controle de pessoas.

“A nossa ideia é o Carnaval no Comércio. Esse circuito seria controlado, com a quantidade de pessoas vacinadas, elas seriam identificadas por QR Code, com pulseiras. Teria uma divisão por setores, onde cada um deles teria um número chave de pessoas”, disse em entrevista ao Bahia Notícias.

Recentemente, por conta da indecisão sobre o Carnaval de Salvador em 2022, alguns artistas como Bell Marquês, Leo Santana e Daniela Mercury já anunciaram que cancelaram seus desfiles nos circuitos da folia.

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas