PF apreende armas e cocaína em operação contra suposta milícia liderada por deputado

A organização criminosa supostamente chefiada pelo deputado Binho Galinha (Patriota) tinha como peça chave do esquema a loja de autopeças Tend Tudo, em Feira de Santana. O estabelecimento movimentou mais de R$ 40 milhões sem apresentar notas fiscais, segundo o jornal O Globo.

O parlamentar é apontado como um dos sócios da Tend Tudo desde 2006. Nesta quinta-feira (7), por meio da operação El Patrón, policiais federais foram até o estabelecimento e apreenderam peças retiradas de carros roubados.

De acordo com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), também foram 35 mandados de busca e apreensão em estabelecimentos comerciais, casas e fazendas ligadas ao deputado. Além disso, 14 pessoas foram denunciadas – entre elas, policiais militares que seriam responsáveis por formar o “braço armado” da milícia.

Na residência de um dos investigados, que não teve o nome divulgado, policiais apreenderam dinheiro, documentos, armas, munições e uma mala com pasta de cocaína.

O grupo é acusado pelos crimes de lavagem de dinheiro do jogo do bicho, agiotagem e receptação qualificada. As investigações revelaram que a organização realizou, em uma década, movimentações bancárias superiores a R$ 100 milhões, total transferido diretamente ao longo do tempo pelos investigados.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts