Operação da PF tem como alvos o ex-presidente Jair Bolsonaro e seus ex-ministros

A operação Tempus Veritatis, deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira (08/03/2024), teve como alvos o ex-presidente Jair Bolsonaro e seu núcleo de aliados mais próximo, inclusive os ex-ministros general Walter Souza Braga Netto, da Casa Civil e da Defesa; Anderson Torres, da Justiça; e Paulo Sérgio Nogueira, da Defesa e ex-Comandante do Exército Brasileiro. O general Augusto Heleno, ex-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), também está na mira das investigações sobre tentativas de manter Bolsonaro no poder.

Bolsonaro tem de entregar o passaporte, para que fique impedido de sair do país.

A ação também cumpre quatro mandados de prisão preventiva. Dois deles, já confirmados, são de Marcelo Câmara e Filipe Martins, do círculo próximo do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Filipe Martins foi assessor de Assuntos Internacionais da Presidência durante o governo Bolsonaro. O coronel Marcelo Câmara era ajudante de ordens do ex-presidente.

A Operação Tempus Veritatis para investigar organização criminosa que tentou dar golpe de Estado no Brasil, abolir o Estado Democrático de Direito e manter Jair Bolsonaro (PL) no poder.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaodnoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts