Crise da Igreja Universal pode afetar investimentos em novelas bíblicas da Record

A Igreja Universal do Reino de Deus vive a sua pior crise financeira desde seu nascimento e isso tem tudo a ver com as novelas bíblicas da Record. Com a falta de dinheiro, a cúpula do canal já estuda diminuir ou até tirar o espaço desse tipo de produção no canal. A decisão, no entanto, caberá exclusivamente a Edir Macedo, após avaliar todas as situações.

Segundo informações do Portal NaTelinha, a total liberdade para tomar qualquer tipo de decisão por parte de Cris Cardoso pode estar com os dias contados. Mas não se trata de problemas de relacionamento ou algo assim, é falta de dinheiro que pode abortar a ideia de transformar as novelas evangélicas em uma forma de lavagem cerebral da sociedade brasileiro, que vinha sendo posta em prática pela Record.

Acontece que ninguém esperava uma crise sem precedentes dentro da Igreja Universal. A reportagem ouviu de diferentes fontes que a arrecadação da IURD recusou cerca de 65% desde o início da pandemia. A igreja sobrevive basicamente de doações – chamadas de dízimos e ofertas – e com o aumento do desemprego, inflação e falta de dinheiro, a população diminuiu a contribuição financeira para religiões diversas. Além disso, a Universal viveu um problema com a Angola, perdendo todo o dinheiro arrecadado no país – 10% de tudo que é arrecadado em qualquer prédio da IURD no mundo vai para a sede administrar.

Diante disso, não houve outro caminho senão apertar os cintos e o início foi dentro da própria igreja, diminuindo o salário de pastores. Mas como não houve a solução, o outro caminho passou a ser enxugar os repasses para a Record. Oficialmente, a Universal não é dona da emissora, já que uma igreja não pode ter a concessão de uma TV no país, ela pertence a Edir Macedo, mas na prática, o canal é um ativo pertencente ao grupo religioso.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para:  contato@sessaodenoticias.com.br ou clique  aqui .

Siga nossas redes sociais:

Facebook  (@sessaodenoticias)

Instagram  (@sessaodenoticias)

Twitter  (@sessaonoticias)

Youtube  (Sessão de Notícias)

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Posts