Siga nossas redes

Política

Moro diz que deixou o governo ao perceber que Bolsonaro não combatia a corrupção

Published

on

Pré-candidato à presidência da República pelo Podemos, o ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro finalmente revolou o principal motivo que o levou a deixar o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL).

De acordo com Moro, tudo teve início quando ele percebeu que o presidente “não protegia o combate à corrupção”.

“Não fui pelo cargo. Fui pelo projeto. As pessoas sofrem muito. Emprego, sálarios caindo, as tragédias… As pessoas se sentem abandonadas. Em 2018, o Brasil estava dando uma virada. A corrupção sempre foi um problema no Brasil. Não o maior problema, mas ela vai se disseminando. Vai gerando uma ineficiência do estado… Essas pessoas tão me representando em Brasília ou não tão me representando? Eu fui. E até a prova que não fui pelo cargo de Minsitro foi que saí. Fiquei um ano e 4 meses”, contou o ex-juiz, em entrevista à Rádio Metropole.

E ox-ministro prossguiu: “Quando percebi que o projeto de combate à corrupção não estava sendo protegido pelo presidente, eu saí. Meu compromisso maior era com a população brasileira. Quando chegou o momento que vi isto estava sendo sabotado, eu saí. A gota d’água foi a troca da Polícia Federal”, afirmou.

Sergio Moro tem aparecido em terceiro lugar nas pesquisas presidenciais, atrás de Lula (PT) e do atual presidente Jair Bolsonaro (PL). Em seu melhor desempenho, soma 11% das intenções de voto.

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas