Ministro da Educação diz que governo federal cogita acabar com cursos de licenciatura 100% EaD

O ministro da Educação, Camilo Santana, afirmou que o governo federal cogita proibir a existência de cursos de licenciatura que tenham a carga horária totalmente baseada no modelo de ensino à distância (EaD), de forma on-line. A declaração foi feita pelo chefe da pasta nesta terça-feira (5), no evento de lançamento dos resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa).

Durante a divulgação dos dados, Camilo Santana também aproveitou para anunciar a possibilidade da reavaliação do formato dos programas EaD. “A ideia do ministério é não permitir mais cursos sempre EAD. Então, vamos definir se vão ser 50%, 30% [da carga horária]”, explicou o ministro.

Com base na pesquisa, o desempenho educacional no Brasil foi considerado alarmante, já que sete a cada dez estudantes brasileiros de 15 anos não aprenderam o mínimo esperado de matemática. Também foi computado que 73% destes alunos estão abaixo da média na disciplina.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts