Lula nega cortes de gastos no orçamento do ano que vem e quer ampliação da arrecadação: “não se discutiu se a meta vai extrapolar ou não”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que não vai cortar gastos do orçamento do ano que vem. O anúncio foi feito em reunião no Palácio do Planalto, com deputados, nesta terça-feira (31/10/2023).

Após o encontro, líderes partidários relataram que o presidente quer concluir propostas econômicas junto ao Congresso ainda neste ano. Entre as propostas estão a conclusão da reforma tributária, discussão relacionada a offshores e a Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO).

“Não se discutiu a mudança da meta [fiscal], não se discutiu se a meta vai extrapolar ou não. Se reafirmou o compromisso do governo com orçamento equilibrado e que há necessidade de que se cumpra aquilo que está no Orçamento”, relatou o líder do MDB, Isnaldo Bulhões.

O parlamentar também destacou que o presidente não quer deixar a pauta econômica para 2024, e disse que Lula declarou não ter inimigos – e que os embates não partirão dele. “Esse apelo que está fazendo para que acelere as medidas de aumentar a arrecadação”, completou.

A reunião veio como uma forma de negociação de pautas do governo com a Câmara dos Deputados. Ministros que discutem os temas também participaram do encontro, como Alexandre Padilha (das Relações Institucionais), Fernando Haddad (Fazenda) e Simone Tebet (Planejamento e Orçamento).

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaodnoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts