Lula defende votação secreta no STF: “A sociedade não tem que saber como é que vota um ministro da Suprema Corte”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu nesta terça-feira (05/09/2023) que a posição individual dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não seja divulgada em votações.

Segundo ele, a medida evitaria uma certa “animosidade” contra as instituições. A declaração foi dada pelo político durante a live semanal ‘Conversa com o Presidente’.

“A sociedade não tem que saber como é que vota um ministro da Suprema Corte. Sabe, eu acho que o cara tem que votar e ninguém precisa saber. Votou a maioria 5 a 4, 6 a 4, 3 a 2. Não precisa ninguém saber se foi o Uchôa que votou, se foi o Camilo que votou. Aí cada um que perde fica com raiva, cada um que ganha fica feliz”, expõe.

Lula não chegou a defender expressamente que a votação seja secreta ou que as sessões deixem de ser transmitidas pela TV Justiça. No Brasil, os julgamentos realizados em ‘plenário virtual’ são reproduzidos por outras emissoras de TV aberta e fechada, e no site do STF, é possível conferir como cada ministro votou.

Recentemente, Cristiano Zanin chegou a ser pressionado nas redes sociais por ter dado votos supostamente conservadores em temas como a descriminalização da maconha e a penalização da LGBTQIA+fobia.

“Daqui a pouco um ministro da Suprema Corte não pode mais sair na rua, não pode mais passear com a sua família, sabe, porque tem um cara que não gostou de uma decisão dele”, destaca o presidente.

O ministro Alexandre de Moraes, por exemplo, também já foi alvo de ataques. No dia 14 de julho ele foi hostilizado por um grupo de brasileiros no Aeroporto Internacional de Roma.

*Informações do site TV Cultura

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts