Lula agradece em Cabo Verde, na África, pelos 350 anos do que “foi produzido” durante a escravidão no Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) agradeceu, durante discurso em Cabo Verde, país localizado na costa noroeste da África, pelo que “foi produzido” durante a escravidão no Brasil. A visita ao país não estava prevista na agenda do mandatário, mas, como a aeronave presidencial necessitava de abastecimento, Lula aproveitou para encontrar o presidente José Maria Neves, após participação na cúpula de Bruxelas, na Bélgica.

“Nós temos uma profunda gratidão ao continente africano por tudo que foi produzido durante 350 anos de escravidão no nosso país. Nós achamos que a forma de pagamento que um país como o Brasil pode fazer é (inaudível) em tecnologia, a possibilidade de formação de gente para que tenha especialização nas áreas que o continente africano precisa, ajudar na possibilidade de industrialização e agricultura”, disse Lula.

Ele ainda aproveitou a fala para fazer uma crítica velada ao governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Nós queremos, agora, com a minha volta, recuperar a boa e produtiva relação que o Brasil tinha com os países do continente africano”, disse o petista.

“O Brasil é muito grande, tem muita possibilidade de ajudar o continente africano em muitas áreas. Se nós não tivéssemos um governo negacionista, o Brasil poderia ter produzido vacina contra a Covid-19 e ter ajudado o continente africano. Nós tivemos um desgoverno, que não cumpriu com o que era essencial de cuidar do ser humano. O Brasil voltou à democracia”, completou Lula.

*Informações do site Metrópoles

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts