Justiça espanhola concede liberdade provisória a Daniel Alves

O Tribunal de Barcelona concedeu liberdade provisória a Daniel Alves, condenado a 4 anos e 6 meses de prisão pela agressão sexual a uma jovem na discoteca Sutton, na madrugada de 31 de dezembro de 2022. A Justiça espanhola estipulou fiança de 1 milhão de euros para o ex-jogador deixar o centro penitenciário.

O brasileiro foi preso há mais de um ano, em 20 de janeiro de 2023. Agora, ele aguardará a sentença definitiva fora da prisão.

Daniel declarou, por meio de videoconferência, que não irá fugir do país enquanto o processo correr. “Não vou fugir. Confio na Justiça e estarei sempre à sua disposição”, teria afirmado o brasileiro.

Tanto a defesa quanto a acusação recorreram da condenação por diferentes motivos. Agora, o Superior Tribunal de Justiça da Catalunha, em primeira instância, e o Supremo Tribunal, definitivamente, vão decidir o futuro do caso.

Há uma série de condições e medidas cautelares para que a liberdade provisória seja concedida. O pagamento da fiança de 1 milhão de euros é uma delas.

Os dois passaportes de Daniel Alves (espanhol e brasileiro) foram confiscados, e ele não pode se comunicar com a vítima. Semanalmente, o ex-jogador deve comparecer ao Tribunal de Barcelona.

Um detalhe: a decisão vem com um voto divergente. Ou seja, dois magistrados votaram pela liberdade de Daniel Alves, enquanto um votou contra.

*Informações do site Metrópoles

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaodnoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts