Israel ameaça bombardear os palácios do ditador sírio, Bashar al-Assad se o mesmo continuar cedendo território para o Irã

A suposta ameaça segue depois que Israel supostamente bombardeou o Aeroporto Internacional de Damasco, visando remessas iranianas.

Israel ameaçou bombardear os palácios do presidente sírio, Basher Assad, se ele não cessar ou reduzir a cooperação militar com o Irã em seu território, informou o site de notícias árabe Elaph na segunda-feira (13/06/2022).

O Jerusalem Post não conseguiu confirmar de forma independente a dramática história em desenvolvimento, e a IDF se recusou a comentar. O relatório pode se encaixar com os esforços israelenses em andamento para se livrar de uma ameaça iraniana embutida na Síria ou pode ser um exagero de tais esforços por várias partes interessadas.

Com sede em Londres e propriedade de sauditas que têm um relacionamento misto com a liderança saudita, o Elaph foi usado no passado por autoridades israelenses para alcançar o mundo árabe, incluindo uma famosa primeira entrevista para uma publicação saudita do então chefe da IDF Gadi Eisenkot em 2017.

Eisenkot disse a Elaph que o IDF e os sauditas estavam compartilhando inteligência continuamente.

De acordo com uma tradução para o inglês de um artigo do Elaph em árabe, “soube de uma fonte sênior que Israel enviou uma mensagem ao presidente sírio Bashar al-Assad, advertindo-o contra continuar a encobrir as operações do Irã em seu país e a transferência de armas de qualidade para Síria, e o informou que um de seus palácios seria um alvo no próximo ataque realizado por combatentes israelenses na Síria”.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Posts