Guerra na Ucrânia: Homem abre fogo em recrutador dentro de quartel de alistamento russo; “ninguém irá lutar”

Um homem foi detido após iniciar um tiroteio contra uma unidade de alistamento, na Rússia. Segundo testemunhas, o atirador aguardava em uma sala com reservistas chamados para lutar na guerra na Ucrânia quando se levantou e efetuou o disparos.

A mídia russa afirma que o homem, identificado como Ruslan Zinin, de 25 anos, teria dito “ninguém irá lutar” e “todos iremos para casa agora” no momento do ataque. Um recrutador foi atingido e está internado. Seu estado de saúde não foi divulgado pelas autoridades da região.

Imagens do momento do ataque circulam pelas redes sociais e mostram Zinin sendo detido.

O caso foi registrado na cidade siberiana de Ust-Ilimsk e é um de vários atos de resistência que as forças russas vêm enfrentando desde que Vladimir Putin convocou cerca de 300 mil reservistas para atuar no conflito que chama de operação especial. Protestos em cidades russas contra a convocação já resultaram em pelo menos 2 mil prisões.

Também foram registrados incêndios criminosos em escritórios de alistamentos espalhados pelo país.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts