Golpistas presos alegam que atos terroristas estão relacionados às falas de Bolsonaro

Em depoimento à polícia, os apoiadores radicais do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) presos alegam que as invasões as sedes dos três Poderes estariam relacionadas com as argumentações defendidas do ex-mandatário do Brasil durante o seu mandato – muitas das informações defendidas pelo ex-presidente eram consideradas inconstitucionais. As informações são do portal g1.

Os bolsonaristas estão presos desde último domingo (8), quando realizaram a invasão em Brasília. Ao serem interrogados pela Polícia Civil do Distrito Federal sobre o motivo da ocupação indevida, eles justificaram:

  • Fraudes nas urnas eletrônicas;
  • Pedido de intervenção militar;
  • Impedimento do cerceamento da liberdade de expressão;
  • Evitar a instalação do comunismo no Brasil, ameaça propagandeada por Bolsonaro sem motivos;
  • Não concordar com a “ideologia de gênero”, termo criado por conservadores contrários aos estudos de identidade de gênero.
Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts