Gilmar Mendes decide permite exibição do Linha Direta sobre o caso do menino Henry Borel

A Globo obteve uma decisão favorável na Justiça que permitiu a exibição do programa Linha Direta sobre o caso do menino Henry Borel. O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), proferiu a decisão na noite de quarta-feira, 17 de maio.

Com o parecer do ministro, o programa, apresentado por Pedro Bial, que recontará o crime ocorrido em 2021, irá ao ar na noite desta quinta-feira, 18. As informações foram divulgadas pela coluna da Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Gilmar Mendes emitiu seu parecer após a Globo apresentar um recurso contra a liminar concedida à defesa de Jairo Souza Santos Júnior, conhecido como Jairinho, que impedia a exibição do programa. Jairinho é acusado de ter assassinado o menino Henry, que era seu enteado. Além disso, Monique Medeiros, mãe de Henry, também é acusada de ser cúmplice no crime.

Na decisão, Gilmar diz que o pedido da defesa de Jairinho teve “o claro propósito de censurar a exibição da matéria jornalística de evidente interesse público”.

“A eminente magistrada extrapola os limites de suas funções judicantes para se arvorar à condição de fiscal da qualidade da produção jornalística de emissoras de televisão”, disse o ministro, em alusão à decisão da juíza Elizabeth Machado Louro, do Tribunal de Justiça do Rio, que havia proibido a exibição do Linha Direta.

*Informações do Portal Terra

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts