Exército ucraniano cerca milhares de soldados russos na cidade de Lyman

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, informou, neste sábado (01/10/2022), que o exército local cercou milhares de soldados russos na cidade de Lyman, localizada na região de Donetsk. A estimativa é de que haja 5 mil soldados russos na cidade, e a ação faz parte de uma contra-ofensiva no leste do país, onde municípios da região de Kharkiv, ocupados por tropas de Moscou, já foram reconquistados.

“Temos resultados substanciais no leste do nosso país. Todos ouviram o que está acontecendo em Lyman. São passos que significam muito para nós. Devemos libertar toda a nossa terra, e esta será a melhor prova de que o direito internacional e os valores humanos não podem ser quebrados por qualquer estado terrorista”, disse Zelensky.

Ele explicou que a ação é um importante passo para que o exército ucraniano avance até as cidades de Kreminna e Sievierodonetsk. Segundo informado pelo porta-voz das forças do leste da Ucrânia, Serhii Cherevatyi, alguns dos 5,5 mil soldados cercados estão se rendendo.

A contra-ofensiva acontece um dia após o presidente russo, Vladimir Putin, anunciar formalmente a anexação de quatro territórios ucranianos ao país: Donetsk, Luhansk, Zaporizhzhia e Kherson. A ação, no entanto, é considerada ilegal pela comunidade internacional, que já afirmou que não reconhecerá os territórios.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts