Ex-bolsonarista, Dayane Pimentel participa de encontro com vice-presidente Alckmin

A ex-deputada Professora Dayane Pimentel (União Brasil), eleita em 2018 pelo PSL como um dos principais nomes apoiados por Jair Bolsonaro (PL) na Bahia, se reuniu, nesta terça-feira (3), com o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) em Brasília. Ela registrou o encontro em suas redes sociais e expressou desejar que Alckmin “contribua muito para um governo equilibrado e democrático.” Outros nomes de seu partido, como a ex-presidenciável Soraya Thronicke, estiveram presentes na conversa.

Dayane, filiada ao União Brasil desde 2022, tem se aproximado do governo Lula. Em dezembro, ela parabenizou a nomeação de Margareth Menezes para o Ministério da Cultura, alfinetando a gestão anterior, em suas redes sociais. “Espero que em sua gestão todo o mal feito à pasta por salafrários e falsos moralistas seja descoberto”, escreveu. A professora ainda elogiou a escolha do presidente do Olodum João Jorge para chefiar a Fundação Palmares

A parlamentar, que comemorou a derrota do ex-mandatário nas urnas, se autodeclarava “deputada federal de Jair Bolsonaro na Bahia” até meados de 2019, quando rompeu com o político. Na ocasião, ela não aceitou a articulação do então presidente para indicar o filho Eduardo Bolsonaro (PSL) à liderança do PSL na Câmara.

Já em oposição a Bolsonaro, em 2021, Dayane assumiu a coordenação estadual da campanha de Sergio Moro (União Brasil) à presidência da República. Ela foi uma das principais vozes a bancar a candidatura do ex-juiz ao Planalto. A professora tentou se reeleger em 2022, mas não conseguiu votos o suficiente para seguir mais quatro anos na Câmara dos Deputados. Ela finalizou essas eleições com 100 mil votos a menos em comparação a quando foi eleita.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts